Volvo XC60 Plug-in Hybrid Concept combina motor a gasolina e eletricidade

A Volvo Car Corporation vai apresentar em um dos salões mais importantes do setor automotivo o mais novo modelo elétrico da marca. O Volvo XC60 Plug-in Hybrid é a combinação perfeita entre um veículo elétrico, um híbrido altamente econômico e um potente utilitário esportivo. Com o toque de apenas um botão, o condutor decide qual motorização vai ser utilizada.

Volvo XC60 Plug-in Hybrid

"A tecnologia do XC60 Plug-in Hybrid Concept é tão engenhosa quanto única", afirmou Stefan Jacoby, presidente e CEO da Volvo Car Corporation. "Você pode aliar a preocupação com o meio ambiente a todas as características de um automóvel de luxo. Nenhum outro fabricante alcançou tal nível de perfeição, onde economia, autonomia combinada – gasolina/eletricidade –, luxo e potência trabalham juntos", disse.

A tecnologia Plug-in hybrid, que inclui o inédito motor quatro cilindros da nova plataforma VEA (Arquitetura Ambiental Volvo), vai estar disponível no mercado em alguns anos. "Mais ainda é cedo para afirmarmos qual será o primeiro modelo a possuir as novas motorizações", explicou Jacoby.

Três carros em um
• O motorista pode escolher entre três modos de condução: Pure, Hybrid ou Power.
• No modo Pure, o veículo é impulsionado somente por um motor elétrico até sua máxima autonomia. A capacidade é aproximadamente 56 quilômetros (pode variar de acordo com o ciclo de condução) com zero de emissões de poluentes. Já a autonomia no ciclo de condução européia NEDC é de 45 quilômetros.
• O modo Hybrid é padrão quando o veículo é ligado. O motor a gasolina e elétrico em conjunto proporciona máximo prazer de condução com mínimo de impacto ambiental. De acordo com a certificação Européia para condução NEDC, as emissões de poluentes são de 53g/km e autonomia de aproximadamente 50 km/l. Usando a certificação norte-americana, que inclui a emissão de poluentes da produção de energia elétrica, essa economia pode chegar a 23 km/l, o que garante uma autonomia total de 960 km.
• No modo Power, a tecnologia foi otimizada para desempenhar o máximo de aproveitamento. O motor a gasolina de 280 cv e 38,75 m.kgf de torque, combinado com um elétrico com 70 cv e 20,39 m.kgf de torque, garantem a aceleração de 0 a 100 km/h em 6,1 segundo.

Desempenho de seis cilindros
As rodas dianteiras do XC60 Plug-in Hybrid são impulsionadas por um motor a gasolina de quatro cilindros turboalimentado da nova família de motores VEA. Este motor produz 280 cv e torque máximo de 38,75 m.kgf. Para garantir o desempenho do veículo, foi desenvolvida uma nova transmissão de oito velocidades, totalmente inédita.

"No XC60 Plug-in Hybrid Concept apresentamos nosso próximo motor quatro cilindros, que oferece o mesmo desempenho dos atuais seis cilindros e consumo inferior aos atuais de quatro cilindros", explicou o vice presidente sênior de pesquisa e desenvolvimento da Volvo Car Corporation, Peter Mertens.

O veículo conceito entra na categoria de motores T8 da marca, que enfatiza a combinação dos 350 cv fornecidos pelo quatro cilindros e o motor elétrico. Este conjunto eleva o modelo para o território ocupado anteriormente pelos motores de até oito cilindros.

"É hora de pararmos de contar os cilindros", afirmou Mertens. "Os motores de com quatro são mais eficientes para reduzir as emissões de poluentes e o consumo de combustível sem comprometer os desejos dos consumidores quanto ao prazer de dirigir e ao desempenho".

Menos peças, peso e consumo de combustível
A família VEA será composta de motores movidos a gasolina, com injeção direta, e diesel com injeção common rail. Além do sistema de ignição, os novos propulsores utilizaram turbo de geometria e pressão variável para maior flexibilidade, oferecendo mais desempenho em diversos níveis de torque, combinado com o menor consumo.

Esse formato, denominado modular, foi baseado em um padrão de 500 cc com câmara de combustão aperfeiçoada para melhorar a termodinâmica do processo. Essa tecnologia ainda permite o desenvolvimento de um motor de três cilindros.

A plataforma VEA possibilita as seguintes vantagens:
• Número de peças reduzido em 60%, o que permite melhor eficiência de fabricação, qualidade e adaptabilidade.
• Motores 90 kg mais leves
• Economia de combustível em até 35%
• Motores com baixíssimos níveis de emissões para atender as leis de poluentes até 2017

Fonte: O Diário.com (Londrina)

Nenhum comentário:

Mais Vistos