Carro mais econômico do Brasil ainda tem preço "proibitivo"

Ford Fusion Hybrid custa R$ 133.900 (Foto: Divulgação)
O Fusion Hybrid com motor 2.5 l é o veículo mais econômico do Brasil, entre os movidos a gasolina, segundo levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que analisou apenas veículos disponibilizados pelas montadoras de forma voluntária. Com desempenho de 13,8 km/l na cidade, similar a de carros 1.0 l, o híbrido da Ford ficou a frente de carros reconhecidos pelo baixo consumo, como o Uno Mille (12,7 km/l), o novo Uno (12,5 km/l), o Palio (12,2 km/l), e o Logan e o Sandero (12,1 km/l). No entanto, a economia de combustível não faz frente ao preço de R$ 133.900 - cerca de R$ 50 mil mais caro que a versão com motor a combustão.

Essa diferença de preços tem consequências para o desempenho do carro no mercado. Em 2011, foram comercializadas cerca de 10 mil unidades de toda a linha Fusion. O modelo ecológico representou apenas 5% dessas vendas, ou seja, aproximadamente 500 unidades. Segundo a Ford, desde o seu lançamento, a diferença de preços entre os modelos da linha se manteve de forma semelhante, ou seja, os valores não se aproximaram, tampouco se distanciaram.

Lançado no início do ano passado, o Fusion Hybrid tem as mesmas dimensões que a versão "normal". Os equipamentos de segurança também são parecidos - o híbrido conta apenas com um airbag a mais, voltado para proteger os joelhos do condutor. Já no interior do veículo, a mudança está na presença de um painel com duas telas de LCD que informam ao motorista o nível de carga da bateria, o consumo, indicador de freio e a utilização dos motores elétrico e a combustão.

Em relação à motorização, o híbrido tem um motor Duratec 2.5 l de 158 cavalos de potência e um elétrico de 107 cavalos, que juntos são responsáveis pela potência de 193 cavalos. Eles podem atuar de forma autônoma ou conjunto - até 75 km/h pode utilizar apenas o motor elétrico. Após essa velocidade, os motores passam a atuar de forma conjunta. Já os modelos Fusion convencionais têm motores 2.5 l com 173 cavalos e 3.0 l com 243 cavalos.

Outra diferença que impacta no desempenho do veículo está no ar-condicionado, que no modelo híbrido funciona ligado à bateria, o que evita de "roubar" força do motor a combustão, como ocorre nos modelos convencionais

Fonte: Economia - Terra

2 comentários:

  1. 5% de venda, já parece ser bastante para o mercado Brasileiro?

    ResponderExcluir
  2. Nao sei daonde tiraram esses 5%... Ano passado esse mico não vendeu mais que VINTE unidades.

    ResponderExcluir

Mais Vistos