Grupo deseja comprar Saab e fabricar veículos elétricos

Porta-voz confirma que houve uma oferta pela marca sueca


Um grupo comandado por uma companhia chinesa de energia e uma administradora de capital japonesa ofereceu um valor de compra à fabricante Saab, que faliu em dezembro do último ano.

A Sun Investment e a National Modern Energy Holdings Ltd. confirmaram o interesse na montadora sueca. "Estamos interessados no que a marca Saab representa, na inovação e competência da empresa, além da estrutura de produção", informou Mattias Bergman, porta-voz do grupo.

Este grupo, que possui mais integrantes anônimos, criou uma empresa denominada de National Electric Vehicle Sweden AB, o que significa que pretende produzir veículos elétricos utilizando o expertise da Saab. Para isso, a empresa conta com Karl-Erling Trogen, ex-executivo da Volvo.

A Saab não fabrica carros desde o ano passado, quando parou de pagar seus funcionários e, devido a manifestações, entrou com pedido de concordata perante à côrte sueca.

Por: Natali Chiconi
Fonte: Revista QuatroRodas

Nenhum comentário:

Mais Vistos