Sedã elétrico Tesla S estreia nos EUA

Modelo de US$ 57.400 traz luxo, desempenho esportivo e alcance de 420 km


A maioria dos carros elétricos disponíveis atualmente seguem um padrão de estilo e funcionalidade muito semelhantes. Eles são pequenos, levam pouca (ou nenhuma) bagagem e sua utilização é indicada (e segura) apenas para centros urbanos, desde que seja um curto percurso. A Tesla Motors quer mudar esse panorama com um veículo que supere justamente essas limitações. A resposta é o Tesla S.

Primeiro sedã concebido para ser impulsionado somente por eletricidade – o Renault Fluence Z.E. nasceu com motor a gasolina -, o modelo enfim estreou no mercado norte-americano.

Segundo a fabricante, que entregou as primeiras unidades do S na semana passada, há no momento 1.000 pedidos fechados pelo sedã elétrico nos Estados Unidos, cujo preço vai US$ 57.400 (cerca de R$ 118.600) a US$ 105.400 (R$ 217.800) de acordo com o pacote de baterias escolhido e o subsídio do estado onde o carro é emplacado – modelos de baixa ou zero emissão têm descontos nos EUA.

E o plano da fabricante já está traçado. A ideia é vender 5.000 unidades do Tesla S até o final deste ano, como uma maneira de popularizar o produto, e em seguida, a partir de 2013, buscar emplacar 20.000 unidades do carro por ano. O Tesla Roadster, o primeiro e único produto da marca até então, somou 2.600 emplacamentos entre 2008 e 2011.

Para atrair consumidores de “carros normais”, o Tesla S reúne porte (ele mede 4,97 metros de comprimento), um bom porta-malas de 300 litros, desempenho esportivo e, o principal, autonomia de automóvel com motor a combustão. De acordo com a fabricante, o conjunto de baterias do sedã permite ao veículo percorrer até 420 km sem precisar recarregar.

Fonte: iG - Carros

Nenhum comentário:

Mais Vistos