Carro 100% elétrico pode ser lançado por empresa brasileira

Vez do Brasil busca último round de investimentos para começar a produzir o carro

A empresa Vez do Brasil criou um projeto de carro completamente elétrico usando apenas tecnologia nacional. O objetivo da empresa ao inserir esse produto no mercado é ajudar a reduzir as taxas de emissão de gás carbono e outros gases do efeito estufa.

Imagem do SEED, carro 100% elétrico.

O carro projetado pela empresa se chama SEED – Small Eletric with Economic Design, um carro leve e de baixo consumo, que utiliza somente energia elétrica para uncionamento. O SEED pode alcançar uma velocidade de 120 quilômetros por hora e tem autonomia de 100 quilômetros. Segundo a empresa, o SEED consome oito centavos de energia para cada quilômetro rodado, e as baterias são recarregadas em até oito horas.

Nesse momento, a empresa negocia seu último round de 25% de participação societária para o início da fabricação dos carros.

Veja abaixo uma entrevista com Tony Saad, CEO da Vez do Brasil.

Tony Saad, CEO da Vez do Brasil.
Atitude Sustentável: Como e quando começou o projeto do carro elétrico?
Tony Saad: Trabalho com PD&I no Brasil e no exterior há 30 anos, fui executivo de Centro de Inovação da Positivo Informática até o final do ano passado, assisti e participei do milagre de crescimento da Positivo nos últimos seis anos. O primeiro insight sobre veículos elétricos veio em 2001 quando em viagem a negócios nos EUA, eu me lembro de ter ido a um Auto Show onde havia um Mock-up em Argila de um veículo do futuro. Me estarreceu o fato desse carro não ter mais óleos, filtros, mangueiras, correias, velas, bico injetores, radiador, alternador, tanque de combustível, escapamento, motor de arranque, motor a explosão com mais de 300 peças em movimento, o que aliás, diga-se de passagem, são os itens responsáveis por cerca de 90% dos problemas técnicos nos veículos convencionais. Além disso, o modelo americano proposto em 2001 possuía motor elétrico, era totalmente comandado por eletrônica de estado sólido e software. Este contato com o futuro me causou tamanho impacto, que estou nisto até hoje, pois pensei “adoraria ter um desses em minha garagem!”, será que não conseguimos desenvolver essa tecnologia no Brasil?


Atitude Sustentável: Qual a proposta de sistema de recarregamento das baterias?
Tony Saad: Todos os nossos modelos SEED – Small Electric with Economic Design, foram desenvolvidos para ser recarregados a partir de uma tomada normal padrão ABNT 110/220V@20A. Costumo brincar sobre isto que no Brasil temos cerca de 300.000 postos de abastecimento de combustíveis, e cerca de 300 milhões de postos de abastecimento elétrico, ou seja, qualquer tomada doméstica. Entretanto, brincadeiras a parte, a Petrobrás já inaugurou o primeiro Eletro posto no RJ e a COPEL está implantando sete outros Eletropostos no Estado do Paraná, sendo que o do Aeroporto Internacional Afonso Pena já encontra-se em operação. Ainda sobre os Eletropostos, gostaria de esclarecer que pode ser feita em qualquer carro elétrico o que conhecemos como uma Carga Rápida, ou seja, as baterias podem ser quase que completamente carregadas em cerca de quinze minutos, porém este tipo de carga deve ser realizado somente em emergências, pois diminui consideravelmente a vida útil das baterias. Como recomendação, devemos sempre dar preferência ao carregador fornecido pelo fabricante de uso interno dos VEs.

Atitude Sustentável: Já existe uma previsão do custo final para o consumidor do automóvel?
Tony Saad: O modelo SEED City Car Básico, está previsto para ser comercializado entre R$ 40.000 e R$ 50.000, no entanto, estamos trabalhando fortemente junto aos governos Federal, Estaduais e Municipais, não só para a redução de impostos no produto final, bem como em toda a sua cadeia produtiva, como também para medidas de incentivos à produção e desenvolvimento continuado dessa tecnologia no Brasil, dada a sua relevância estratégica e o meio-ambiente.

Atitude Sustentável: Como funciona o processo de investimentos sendo realizado agora?
Tony Saad: Seguindo estritamente o estabelecido em nosso Plano de Negócios, tivemos muito sucesso em nosso primeiro round de investimentos em Abril de 2011 destinado a finalizarmos a engenharia industrial do SEED, levando a tecnologia do nível protótipo, para as primeiras unidades cabeça-de-série de produção (try-out). Este processo está sendo finalizado Q3/Q4 deste ano, sendo que abrimos agora o nosso segundo e último round de investimentos pré-operacionais, cujo escopo é a implantação de nossa Unidade Industrial Piloto de produção seriada. Nesta última rodada, estão a disposição 25% de participação acionária na que será empresa holding VEZ do Brasil S.A. – Ind. e Com. de Veículos Elétricos, a primeira montadora automotiva com tecnologia e engenharia 100% Brasileira, com muito orgulho!

Para saber mais sobre o SEED e a Vez do Brasil, entre no site.

Por: Gisele Eberspacher
Fonte: Atitude Sustentável 

Um comentário:

  1. Parabéns Tony Saad pela iniciativa!
    Quando esses VE começarem a invadir o Brasil, não terá quem os faça parar.
    WILLIAM RAMOS

    ResponderExcluir

Mais Vistos