Troca rápida de bateria pode ser a solução

Já disponível em alguns mercados, serviço ajuda a driblar a questão da baixa autonomia dos carros elétricos e evita que o veículo fique parado esperando a bateria ser carregada


Empresas frotistas e taxistas poderão em breve adotar, sem preocupação, veículos elétricos nas frotas, reduzindo assim custos operacionais e, ao mesmo tempo, contribuindo para a diminuição da poluição do nosso planeta. Já se sabe que o custo de carregar a bateria é menor que abastecer o veículo com gasolina. O problema é que, pelo que tudo indica, montar infraestrutura de postos de recarga para os veículos elétricos é uma ação que pode demorar, principalmente no caso de países que não enxergam como prioridade investir no desenvolvimento deste segmento (como no caso do Brasil).

Visando criar uma alternativa para superar essa dificuldade, a empresa americana Better Place vem trabalhando em parceria com alguns países para oferecer a troca da bateria descarregada por uma carregada. O sistema é conhecido pelo nome de Quickdrop e evita que o usuário tenha como única opção carregar a bateria na tomada, tendo que esperar alguns minutos ou horas, dependendo do caso. Aparentemente, a ideia funciona muito bem e pode ser uma ótima solução  -- desde que a troca seja fácil, rápida e de baixo custo.

E a empresa norte-americana já está trabalhando em parceria, por exemplo, com o governo da Austrália. O ideal, porém, para que o projeto de troca funcione, seriam os carros saírem de fábrica adaptados para facilitar o procedimento de substituição da bateria. Assim, quando o consumidor chegar ao posto de abastecimento, terá a opção de reabastecer na tomada (aguardando o tempo necessário) ou trocar a bateria por uma outra totalmente abastecida (mediante sistema de leasing da bateria).

Algumas montadoras, a exemplo da Renault, trabalham com a opção de aluguel de baterias, mas ainda de forma embrionária. Para provar que essa possibilidade é viável, a Better Place, recentemente, adaptou cinco unidades do modelo Commodore, pertencente a marca australiana Holden, com a finalidade de testar as trocas de baterias. A experiência revelou que as baterias levaram, em média, cinco minutos para serem substituídas, registrando o recorde 1.886 quilômetros rodados em um único dia por um carro elétrico. A nova marca estabelecida superou o recorde anterior conquistado com o Renault ZOE, que percorreu 1.618 quilômetros.

Então, imagine como o cenário seria diferente se os postos de abastecimento já existentes nas grandes cidades fossem equipados para substituição de baterias. Neste caso, aqueles próximos aos aeroportos, por exemplo, poderiam disponibilizar esses serviços fazendo com que os taxistas tivessem a opção de utilizar carros elétricos sem preocupação, já que a maioria deles ficam muito tempo na fila aguardando os passageiros. Essa é uma medida que, mais cedo do que se espera, contribuirá para fazer com que os carros elétricos se tornem uma realidade nas principais cidades que apoiarem a ideia.

Evaldo Costa (evaldocosta@evaldocosta.com) é presidente do Instituto das Concessionárias do Brasil e especialista em Carros Verdes.

Fonte: Carsale

Nenhum comentário:

Mais Vistos