Siemens desenvolve tecnologia inteligente para veículos elétricos

Com o desenvolvimento de uma nova arquitetura, o objetivo é facilitar a atualização e implementação de novos sistemas nestas viaturas


Transformar os carros elétricos em “computadores móveis” é o objetivo de uma nova tecnologia que a Siemens está desenvolvendo sob o nome de Project Race – Robust and Reliant Automotive Computing Environment for Future eCars (Ambiente de Computação Robusto e Viável para Carros Elétricos no Futuro). Além de ser prevista para apresentação até final do ano, também ainda em 2014 serão dados a conhecer dois protótipos já com esta inovação incluída.

Este projeto pretende simplificar a cada vez mais complexa arquitetura eletrónica dos veículos elétricos, fruto das diversas inovações e novas capacidades que os automóveis ganharam nos últimos anos. De momento um veículo de gama média pode ter até 70 sistemas de comando diferentes, que trabalham em rede. A ideia da Siemens para por ter uma unidade central que controla todos esses sistemas, da mesma forma que um cérebro comanda todas as funções do corpo humano. A ideia tem também influência dos “fly-by-wire” e outras tecnologias utilizadas na aviação.

Uma das vantagens referidas pela Siemens para uma arquitetura de software centralizada como no Race é a possibilidade de atualização e colocação de novos sistemas nos automóveis elétricos, à semelhança do que já ocorre atualmente com os smartphones, por exemplo. Isto permitiria não apenas colocar novas soluções de infotainment nestes viaturas mas também aumentar os seus níveis de segurança ao incorporar novos sistemas como auxílios ao condutor adicionais. Outro benefício referido é que esta nova tecnologia poderá ser importante para o desenvolvimento e implementação de veículos autónomos.

A pesquisa associada ao Project Race teve início em 2012 e o seu prazo é até ao final de 2014, com um investimento total que ronda os 20 milhões de euros. A Siemens anunciou também que ainda este ano serão apresentados dois protótipos que vão receber os nomes de “Evolução” e “Revolução”. O primeiro irá dar a conhecer a transformação da arquitetura atualmente implementada para o novo sistema Race, enquanto o outro mostra um automóvel desenvolvido logo de raiz com este “cérebro inteligente”.

Fonte: Sapo Turbo (Portugal)

Um comentário:

Mais Vistos