Toyota venderá Mirai em dezembro primeiro no Japão

Sedã movido a célula de hidrogênio chega aos EUA e Europa em 2016

Toyota Mirai - Antes Protótipo FCV

A Toyota apresentou ao mundo o sedã Mirai, seu primeiro veículo movido a célula de hidrogênio, cujas vendas começam em 15 de dezembro em quatro cidades no Japão, pelo preço equivalente a US$ 57,4 mil (R$ 150 mil), informou durante o lançamento realizado na terça-feira, 18, simultaneamente em Tóquio (Japão) e na Califórnia (EUA). As vendas nos Estados Unidos e Europa ficaram para 2016. Na ocasião, o governo japonês aproveitou para anunciar um subsídio de US$ 17,1 mil em moeda local para a compra de veículos movidos a célula de combustível.

“Essa tecnologia irá mudar nosso mundo”, disse o diretor administrativo da Toyota, Satoshi Ogiso, na apresentação em Newport Beach, na Califórnia. Com ele, a fabricante espera reproduzir o sucesso do híbrido Prius, oferecendo um veículo elétrico cuja tecnologia emite apenas vapor de água a partir da reação entre o hidrogênio – combustível da bateria - e o oxigênio. O veículo promete entregar autonomia de 480 km e potência de 153 cv.

A expectativa da montadora é vender 700 unidades do Mirai em 2015, subindo para 3 mil unidades em 2017 e “romper a barreira das dezenas de milhares em 2020”, declarou em Tóquio o presidente do conselho da Toyota, Takeshi Uchiyamada.

Conhecido até então como FCV, um dia antes do lançamento, o presidente da Toyota, Akio Toyoda, revelou o nome do modelo ao mundo por meio de um vídeo teaser no qual destaca as qualidades do veículo elétrico.

Fonte: Automotive Business

Nenhum comentário:

Mais Vistos