Nissan e Endesa anunciam sistema para donos de carros elétricos venderem energia


A Nissan e a Endesa, empresa espanhola que atua na distribuição de gás natural e na geração e distribuição de energia elétrica, oficializaram um acordo para a comercialização do revolucionário sistema de gestão de rede de energia elétrica V2G, que permite que os proprietários dos modelos Nissan e-NV200 e LEAF possam vender a energia das baterias dos veículos de volta à rede de distribuição. O sistema foi preparado para melhorar a flexibilidade da rede de eletricidade e também aumentar a utilização de energias renováveis.

O novo sistema permite o gerenciamento mais inteligente da energia por meio de um carregador bidirecional, que pode carregar e descarregar a bateria dos carros da Nissan de acordo com a demanda. A unidade do V2G pode ser alimentada a partir do fornecimento normal de energia elétrica e de painéis solares ou turbinas eólicas instaladas na propriedade do usuário do veículo.

Graças ao novo sistema, um condutor de um modelo 100% elétrico, como o Nissan LEAF ou e-NV200, este último produzido na fábrica da marca em Barcelona, será capaz, por exemplo, de recarregar seu veículo durante os períodos de baixa demanda, nos quais as tarifas de energia elétrica são mais baratas, e depois vender de volta à rede durante os períodos de pico a um preço mais elevado.

As duas empresas vão trabalhar juntas para tornar comercialmente viável a tecnologia. “A Nissan irá cooperar com a Endesa para aumentar ainda mais o apelo dos veículos 100% elétricos na Espanha e em outros países, adicionando ainda mais benefícios aos proprietários. A capacidade de vender energia à rede significará uma vantagem extra aos nossos clientes, que é ganhar dinheiro vendendo a energia. Além disso, ele já economiza ao usar um carro que dispensa o abastecimento com combustível fóssil. A nova tecnologia V2G significa que os elétricos podem ajudar a tornar a oferta de energia elétrica mais inteligente e sustentável”, afirma Marco Toro, diretor da Nissan Ibérica.

Os veículos elétricos têm capacidade para armazenar entre 10 e 100 kWh de energia elétrica e, muitas vezes, ficam muito tempo estacionados. Sistemas como o V2G podem ter papel central na transformação dos sistemas de energia. “Graças a esta tecnologia os veículos elétricos passarão a fazer parte do sistema elétrico, introduzindo uma nova capacidade de armazenamento e demonstrando que a energia contida em um veículo elétrico pode ser usada para outros fins além da mobilidade”, diz José Bogas, diretor presidente da Endesa.

Como a eletricidade é tradicionalmente impossível de se armazenar em larga escala, muito do que é produzido pode se perder caso não haja demanda naquele momento. A energia gerada a partir dos parques eólicos, especialmente à noite, por exemplo, nem sempre é necessária para a rede. Com a adoção do sistema V2G, a Nissan e a Endesa vão incentivar o uso desta energia durante a noite para equilibrar melhor a rede e aumentar a adoção de energias renováveis.

Fonte: Olhar Automotivo

Nenhum comentário:

Mais Vistos