Prefeitura de Canoas assina termo de cooperação para testar carro elétrico

Foto: Tony Capellão / Prefeitura de Canoas / Divulgação / JC

Nesta quarta-feira (7), o município de Canoas assinou um termo de cooperação com a indústria automobilística chinesa BYD Auto Co. para disponibilizar um veículo movido a eletricidade para testes na cidade. O modelo apresentado foi o E6, que também já roda em cidades como Campinas, Shenzen (China), Montevidéu (Uruguai), Bogotá (Colômbia), Londres (Inglaterra), Bruxelas (Bélgica), San Diego, Nova Iorque, San Francisco e Chicago, nos Estados Unidos.

Durante o período de testes, uma estação de abastecimento de 380v será instalada no município. Se aprovado, os taxistas de Canoas poderão adquirir o veículo a partir de um leasing operacional, que dura entre cinco e seis anos.

“É um carro que economiza entre 85 e 90% do consumo energético. Um veículo tradicional gasta R$ 0,20 por quilômetro, com o elétrico, o custo cai para R$ 0,04 centavos. Se um taxista gasta R$ 3 mil por mês de gasolina, com a energia elétrica vai gastar em torno de R$ 300,00. Essa economia é suficiente para pagar o financiamento" afirmou o representante da BYD, Adalberto Maluf.

Segundo o Detran, atualmente, 189 automóveis híbridos (gasolina e eletricidade) e quatro veículos elétricos circulam no Rio Grande do Sul.

“Hoje não temos mais como manter este sistema baseado no combustível fóssil do petróleo, do óleo diesel ou da gasolina. Nós temos que migrar, rapidamente, para o uso do carro e também do ônibus elétrico. Nossa ideia é que, quando tivermos o aeromóvel, todas as linhas de alimentação sejam com ônibus elétricos“, afirma o prefeito Jairo Jorge.

O E6 ficará em um período de testes durante 60 dias. O carro tem capacidade para seis passageiros eu um alcance de 300km com a carga da bateria completa – que tem duração de carregamento de seis horas. O preço do veículo no Brasil será de R$ 200 mil. A velocidade máxima é de 140 km/h, podendo atingir 60 km/h em 7,69 segundos.

Fonte: Jornal do Comércio RS

Nenhum comentário:

Mais Vistos