LeEco espera superar Tesla no mercado de carros elétricos

Protótipo LeSEE da chinesa LeEco

A chinesa LeEco está realmente surpreendendo ultimamente. A empresa ganhou notoriedade este ano por ser a primeira a anunciar um smartphone com o chip Snapdragon 820, SoC mais poderoso da Qualcomm quando anunciado. Ainda que a empresa não seja tão conhecida no Brasil, está aumentando o nível de concorrência na China e nos países vizinhos, inclusive para concorrentes de peso como Samsung e LG.

Não satisfeita em incomodar os concorrentes no mercado de smartphones, a LeEco, antes conhecida como LeTV, tem um um novo alvo: nada menos do que a Tesla, praticamente a referência em carros elétricos de alto desempenho e sinônimo de seu segmento, assim como a Gilette está para lâminas de barbear e Bombril para palhas de aço.

Há algum temo, a LeEco anunciou seu conceito de carro elétrico, o LeSEE, mostrado nas fotos acima, que tem os mesmos objetivos dos carros da Tesla: ser altamente inteligente e eventualmente se tornar autônomo. Só que com um "pequeno" diferencial: de graça. O modelo de negócios da LeEco prevê carros elétricos gratuitos, só que da mesma forma com que alguns jogos para smartphones são gratuitos: através de monetização por anúncios e conteúdos para consumo enquanto o usuário está dentro do carro. Segundo Jia Yeuting, co-fundadora da LeEco:

“A Tesla é uma ótima empresas e levou o mercado de automóveis à era dos veículos elétricos, mas não estamos pensando apenas em construir carros.”

Basicamente, você entra no carro e, até chegar ao seu destino, assiste comerciais e propagandas pagas por anunciantes, uma forma que a LeEco vê como viável para manter uma forma contínua de receber seu retorno sobre o investimento. O grande problema que a empresa enfrenta não é nem a tecnologia em si, ou mesmo a sua monetização, mas sim as leis e regulamentações sobre carros autônomos nos Estados Unidos, seu maior mercado-alvo, e em diversos países onde pretende atuar.

Outro ponto é o próprio público, que ainda não é favorável a veículos autônomo de forma unânime. Afinal, não são todos que ficarão completamente seguros dentro de um carro de alta velocidade enquanto assiste propagandas. Mas a LeEco está otimista: "Não será fácil, mas conseguiremos".

Fonte: TudoCelular.com

Nenhum comentário:

Mais Vistos