Futuros elétricos da PSA vão rodar 450km


O Grupo PSA Peugeot-Citroën divulgou nesta segunda-feira (30) detalhes sobre as novas plataformas de produção de carros elétricos e híbridos da companhia. Serão duas arquiteturas modulares globais para os dois tipos de veículos, sendo que uma delas é uma adaptação da plataforma estreada pelos novos Citroën C4 Picasso e Peugeot 308.

Segundo o grupo francês a arquitetura EMP2 (plataforma modular eficiente, na sigla, em inglês), de 2013, será focada na produção de carros híbridos plug-in (com possibilidade de carregar a bateria por tomadas), para os segmentos C e D (médio e médio-grande), ou seja: sedãs, hatches médios e/ou SUVs. Os modelos poderão ter opções de tração dianteira ou integral.

O plano do conglomerado é lançar os modelos desta arquitetura entre 2019 e 2021. O motor elétrico destes carros será instalado na traseira do veículo (como demonstra o vídeo acima) e poderá render até 110 cv de potência, abastecido por uma bateria de 13 kWh. Na frente, outro motor elétrico trabalhará em conjunto com um a combustão, cuja potência poderá variar de 250 a 300 cv, trabalhando com uma transmissão automática de oito velocidades.

Em modo elétrico, os futuros modelos híbridos poderão rodar até 60 km e o tempo estimado de carregamento completo da bateria será de quatro horas (ou duas horas e meia com o modo opcional de carregamento rápido).


A segunda arquitetura, que irá produzir apenas veículos totalmente elétricos, está sendo desenvolvida em conjunto com a chinesa Dongfeng (muito provavelmente por conta dos incentivos do governo chinês). Batizada de CMP (plataforma modular comum, na sigla, em inglês), a plataforma focará em modelos menores, dos segmentos B e C com variações de carroceria hatch, sedã e SUV. O primeiro lançamento deve chegar em 2021.

De acordo com a PSA, os elétricos terão autonomia de 450 km, com a promessa de oferecer modos inteligentes (por indução, ou seja, sem fios) e rápidos de carregar a bateria, que garantirão 12 km de alcance por minuto de carregamento.

O motor elétrico destes carros gerará 115 cv, abastecido por uma bateria de 50 kWh que, por sua vez, terá sua carga otimizada por um carregador interno do carro de 7 kW. Este recurso vai permitir que a autonomia do veículo chegue a 100 km após apenas uma hora e meia de carregamento (80% da carga será entregue em 30 minutos).

A nova geração de modelos híbridos e elétricos da PSA será lançada, a princípio, sob a marca DS.

Fonte: Motorpress

Nenhum comentário:

Mais Vistos